Papo Cloud 011 – Sou generalista ou especialista?

Bem-vindo ao Papo Cloud podcast. Eu sou Vinicius Perrott e aqui, o Papo é Cloud!

Você já deve ter se questionado alguma vez algo do tipo: Sou um especialista ou generalista em minha área profissional?

É intrínseca a evolução e melhoramentos das soluções de tecnologia da informação, seja em hardware ou software, com novos componentes eletrônicos ou linguagens de programação mais específicas, a evolução é de fato obrigatória.

Nesse programa não iremos falar sobre o porque que as tecnologias da informação se atualização tão constantemente e seus reais motivos, esse tema iremos tratar em um outro podcast.

O FOCO desse programa é compreender os principais aspectos que nos afetam diretamente e nos obrigam a entender cada vez mais a gama dessas novas soluções.

+++++++++

Você que é ouvinte do Papo Cloud Podcast já sabe, mas não custa lembrar, toda a transcrição desse programa você vai encontrar em papo.cloud/011, aproveito para informar que todo o conteúdo do nosso site está com acessibilidade para leitura em LIBRAS a Língua Brasileira de Sinais , caso você não tenha instalado o plugin acesse o site do VLIBRAS o link ficará disponível na transcrição desse áudio, aproveite e instale o plugin em seu navegador. 

Quer ganhar uma camisa personalizada do Papo Cloud?

A partir de R$ 3,50 você já pode começar a ajudar esse programa.

Baixe o aplicativo PicPay nas lojas do Android ou iPhone e busque por Papo Cloud, você pode contribuir mensalmente a partir de R$3,50 e ajudar a melhorar ainda mais esse programa.

Veja todos os planos e seus benefícios no aplicativo PicPay procurando por Papo Cloud.

Não deixe nos enviar seu comentário, estamos no Instagram e Twitter com @papocloud, visite nosso site papo.cloud e assine nossa News, se tiver algum tema ou sugestão manda um e-mail para contato@papo.cloud.

+++++++++

Engraçado que quando falo a palavra FOCO pode parecer que iremos tornar esse tema específico, mas acho que você vai entender que FOCO está mais para um exemplo que me inspirei da matemática no ramo da TEORIA DOS CONJUNTOS, onde os conjuntos unitários são os conhecimentos GENERALISTA em seus segmentos e a intercessão desses conjuntos unitários são o conhecimento ESPECIALISTA.

Fique tranquilo que não vamos tratar da teoria de conjuntos e suas operações, mas um princípio básico que se aplica ao tema seria algo assim:

Conhecimento GENERALISTA está para o conjunto de conhecimentos amplos que você vai estudando para formar sua carreira acadêmica e profissional, assim como, o conhecimento ESPECIALISTA está para o conjunto de conhecimentos que você vai aprofundando e criando outros conjuntos.

Uma frase da matemática que define bem essa análise é a seguinte: todo conjunto é um subconjunto de si mesmo.

Aplicado ao tema desse podcast seria algo mais ao menos assim: Todo conhecimento generalista é um especialista de si mesmo em uma área.

Vou deixar na transcrição desse programa uma imagem que fiz ilustrando esse tema.

IMAGEM

Vamos aqui juntos eu e você fazer uma formação acadêmica de um profissional de TI de forma tradicional.

O nosso personagem vai fazer uma formação que boa parte dos profissionais de TI fizeram ou irão fazer de alguma forma ou de outra.

Vamos lá?!

Nosso personagem fez um curso técnico de dois anos e meio, nesse curso técnico ele estudou 20 matérias de assuntos distintos como por exemplo, lógica de programação, manutenção em hardware, configuração de servidores Windows e servidores Linux, Web Design, cabeamento estruturado, utilização dos pacotes de escritório como Word, Excel e PowerPoint, Banco de dados Oracle, etc, etc, etc.

Ao final do curso o diploma do nosso mais recente especialista em TI saiu assim: Concluído com êxito o curso Curso Técnico em Informática – Suporte ao Usuário.

O que esse curso ofereceu ao nosso personagem foi poder dar suporte a várias áreas dentro da TI, mas nosso personagem está formado e acabará de se tornar um especialista.

Logo depois, ele fez um curso de configuração de roteadores CISCO com vários assuntos abordados, como por exemplo: topologia de rede, modelo OSI, pilha TCP/IP, técnicas de roteamento estático e dinâmico, uso de BGP, EGP, etc, etc, etc.

Ao final do curso o diploma do nosso mais recente especialista em TI saiu assim: Concluído com êxito o curso Configuração de Roteadores CISCO.

O que esse curso ofereceu ao nosso personagem foi poder dar suporte a configuração de roteadores CISCO, mas nosso personagem agora é um especialista em roteadores CISCO.

Depois, esse especialista de TI fez uma faculdade de Sistemas de Informação com duração de 4 anos e muitas cadeiras depois e vários assuntos distintos como matemática 1, 2 e 3, logica de programção 1 e 2, empreendedorismo, sistemas convergentes, segurança de redes, etc, etc, etc.

Ao final desse curso, e lembrando mais uma vez que foram 4 anos de curso o diploma saiu mais ou menos assim: Concluiu com êxito o curso de Sistema de Informação.

O que esse curso ofereceu ao nosso personagem foi poder dar suporte a vários sistemas, mas nosso personagem era um especialista em Sistemas da Informação.

Você consegue compreender que ao longo dos anos quanto estudo nosso personagem foi ACUMULANDO?

Agora vamos a realidade de hoje.

Imagine você com seus 20 anos de idade querendo entrar na área de TI.

Para se tornar um especialista você tem que começar a estudar um monte de coisa e esse monte de coisa lhe trará conhecimento generalista.

Até mesmo porquê se você só souber entre aspas uma coisa só, irão dizer que não sabe de nada, aí você se vê em uma situação aonde é necessário estudar outras coisas para AGREGAR a um conjunto de conhecimento.

Você deve estar se perguntando, se eu estudar outra coisa para agregar conhecimento, mas essa tecnologia que eu tenho que estudar não faz parte necessariamente do assunto que você estava estudando antes, então estou me tornando um generalista!

Agora deixa eu ter fazer uma pergunta: Se você tiver que administrar um banco de dados como o SQL Server ou Oracle ou DB2 ou qualquer outro banco, você teria  que estudar quantas versão anteriores a que está instalada em seu ambiente, para depois você começar a atuar como administrador de banco de dados?

Para deixar mais claro ainda: Seu banco de dados é o SQL Server 2017 VOCÊ, em que momento vai parar para estudar o SQL Server 2016, 2014, 2012 ou 2005?

Consegue perceber que alguns e eu estou dizendo que alguns conhecimentos são acumulativos na própria tecnologia ATUAL, porém, pode acontecer que seja necessário fazer uma migração de SQL Server 2005 para 2017 e você vai estudar apenas uma parte desse processo simplesmente para atender a essa demanda e depois não vai mais continuar estudando esse tema e partirá para outra coisa?

Ai vou te fazer outra pergunta: Você estava se imaginado em ser especialista em uma determinada ferramenta (backup, virtualização, monitoramento, qualquer que seja), mas as ferramentas mudam tanto, umas evoluem, outras simplesmente morrem e nem deixa rastros, você o que vai fazer para se manter no mercado?

No mundo com tanto para aprender, VOCÊ deve aprender a fazer a sua CURADORIA sobre o conhecimento que você já tem e o que terá.

Você faz a sua curadoria ou vai na ONDA no que o mercado está pedindo?

Bem… Para saber como desenvolver sua técnica de curadoria do conhecimento você deve entender como o mercado funciona.

Dito isso tudo até agora vamos falar um pouco sobre MERCADO, você sabe em que mercado está atuando ou querendo atuar com a tecnologia que está estudando?

O que eu acredito é que alguns profissionais de TI confundem muito o aspecto de querer trabalhar mais com uma tecnologia do que com outras, por questões de afinidade, acho que posso até dizer que essa afinidade estar mais para um encantamento com a tecnologia.

Isso não é ruim, muito pelo contrário, ter afinidade com determinado segmento ou área é importante para seu crescimento profissional.

Mas Vinicius, em outros países o profissional é mais focado com um conjunto de tecnólogas e aqui no Brasil o cara de TI tem que saber de tudo muito.

Por isso eu te faço mais uma vez a pergunta: você sabe em que mercado está atuando ou querendo atuar com a tecnologia que está estudando?

Tem mercado de TI que requer um profissional mais focado em um determinado produto como backup por exemplo, esse profissional sabe de todos os aspectos técnicos do produto de backup, ele sabe tanto do produto que rotinas mais complexas para a grande maioria dos profissionais levariam horas ou até mesmo dias para ser configurada, para esse profissional especialista em backup essa rotina é  configurada em poucos minutos.

Esse cenário é bem legal não é mesmo?

Uma ferramenta, um foco, uma única preocupação, tudo isso é muito lindo não é mesmo?

Aonde é que está esse mercado?

Você saberia dizer no seu estado onde você mora quais são as 5 empresas que teriam potencial de contratação de uma profissional especialista em backup?

Se você souber o nome dessas empresas compartilhe conosco, terei o maior prazer de poder montar uma lista com os nomes dessas empresas.

Envie sua sugestão para contato@papo.cloud ou @papocloud no Twitter ou Instagram.

Se no seu estado não tiver uma empresa que esteja contratando algum profissional especialista, tente procurar no seu estado vizinho ou na sua região.

Existem mercados que adotam certas tecnologias em velocidades diferentes.

O segmento de mercado que estou atuando, em que velocidade adota certas tecnologias?

Existe uma frase que é mais ao menos assim: A sua empresa na velocidade da nuvem!

Sabe o que essa frase quer nos dizer?

O conhecimento que você deve aprender HOJE ele dever ser utilizado HOJE e amanhã terá outra coisa para você aprender para ser aplicado no dia seguinte.

Um exercício para você tentar fazer no seu trabalho, na faculdade, em casa ou em qualquer outro lugar, se quiser, convide algum amigo ou amiga para tentarem fazer juntos.

O desafio é o seguinte:

Escreva em um caderno o seguinte:

Em que mercado eu atuo (varejo, serviços, bancário, comércio, etc).

Depois liste:

Primeiro as 5 tecnologias que quero aprender ou aperfeiçoar;

Segundo as 5 empresas com MAIOR participação desse mercado que adotam novas tecnologias com maior velocidade;

Terceiro as 5 empresas com MENOR participação do mercado que não adotam as novas tecnologias ou que levam mais tempo (em torno de 3 a 4 anos após as empresas líderes do marcado terem adotados).

Leve o tempo que quiser para completar esse exercício, só não vá levar tempo demais se não essas empresas desse mercado que você está tentando entender podem nem existir mais ou elas nem serem as principais consumidoras dessa tecnologia e aí você vai ter que começar tudo novamente.

Por último, tente marcar você nesse plano cartesiano.

Onde você está nesse marcado?

Você aparece nesse mercado?

Quem são os profissionais que está nas 5 maiores e quem são os profissionais das 5 menores?

Se eu não estou nem sequer aparecendo nesse gráfico, o que eu tenho que fazer para entrar nesse mercado?

Vou deixar na transcrição desse podcast um gráfico que pode te ajudar fazer esse exercício.

IMAGEM

Tudo se resumo ao tempo. Em que tempo consigo ter um conjunto de conhecimento para conseguir entrar no mercado e em que mercado quero entrar?

Tem um gráfico chamado Hype Cyclo desenvolvido pelo Gartner, que mostra a evolução de determinadas tecnologias e seu nível de maturidade.

Muitos mercados acabam refletindo esse movimento de onda, gerando assim uma espécie de guia para a adoção dessas tecnologias.

Vou deixar na transcrição desse podcast os links para dois artigos bem interessante:

O primeiro tem como título: Gartner Top 10 Tendências Tecnológicas Estratégicas para 2019, escrito em 15 de outubro de 2018 por Kasey Panetta.

https://www.gartner.com/smarterwithgartner/gartner-top-10-strategic-technology-trends-for-2019/

O segundo tem como título: 5 tendências emergem no ciclo de hype Gartner para tecnologias emergentes, 2018, escrito em 16 de agosto de 2018, também por Kasey Panetta.

Ôoo Kasey Panetta, vai desculpando ai se não pronunciei seu nome certo.

https://www.gartner.com/smarterwithgartner/5-trends-emerge-in-gartner-hype-cycle-for-emerging-technologies-2018/

São artigos recentes que trazem várias tecnologias que estão sendo adotadas, algumas no auge de suas implantações, claro que estou falando também em profissionais altamente capacitados que hoje dominam essas tecnologias e são os ESPECIALISTAS de referências, a final de contas essas tecnologias não nascem sozinhas né!?

Uma frase que vem em minha cabeça quando vejo esses gráficos é o seguinte: O especialista solitário de amanhã será o especialista em grupo de hoje, porém esse especialista que antes dominavam sozinhos essa tecnologia serão o contadores de histórias de amanhã.

Está percebendo que é o mercado que busca rotular se você é uma especialista ou generalista?

No mundo com tanto que se aprender VOCÊ deve aprender a fazer a sua CURADORIA sobre seu conhecimento.

Espera aí Vinicius que negócio é esse de CURADORIA?

A palavra tem vários significados e aplicações, eu vou pegar emprestada para esse podcast a aplicação vinda das artes plásticas.

Um curador de artes plásticas, não é a pessoa que cria as obras de arte (bem, na maioria dos casos não), mas seu papel é estudar as obras e o artista e elaborar uma exposição.

Quando a exposição de artes chamada “Dores da Colômbia” do artista colombiano Fernando Botero esteve aqui em Recife, meu pai participou do time de curadoria dessa exposição.

Vou deixar uma imagem de um dos seus quadros para você poder entender do que se trata a exposição.

https://www.ufrgs.br/artereflexoes/site/wp-content/uploads/2014/12/5365-2.jpg

“A produção artística mais conhecida de Botero se caracteriza por suas famosas personagens gordas: figuras expandidas em espaços comprimidos. Essa estratégia formal dá a suas obras aspecto agigantado, independente de suas reais dimensões.”

Fonte: https://www.ufrgs.br/artereflexoes/site/2012/02/11/memoria-da-violencia-nos-corpos/

Em uma exposição de artes o time tem que analisar praticamente todas as pesas para ser exposta e montar um roteiro onde os visitantes possam ver, sentir e desenvolver suas compreensões sobre a obra, é bastante comum que um conjunto dessas pesas sejam “tiradas” da exposição, isso mesmo, a obra não foi exposta, essa seleção passa por vários critérios para ocorrer.

Mesmo que você veja essa exposição em outra cidade, posso garantir que sua experiencia não será a mesma.

Você pode até mesmo ver as mesmas peças, mas pode mudar alguns elementos como iluminação, ordem das obras e outros motivos.

Mas espera aí, o que tem haver obra de artes, pintura, curadoria com o tema desse podcast?

Bem… Vou responder assim: Se você não sabe o que estudar para se permanecer no mercado, será o mercado que irá dizer o que você deve estudar e o que deve mostrar o que sabe.  

O verdadeiro especialista é o artista que concebe suas obras do inimaginável para o mundo real e quando se torna realizada, sua obra e passa a ser uma obra Generalista, pois sua obra passa a ganhar outros olhares e consequentemente novos especialistas.

Gosto mais do termo: Especialista do contexto. Se o contexto muda, também muda o conhecimento.

O estudo continuo deve seguir sempre de uma exclusão do que você não vai aprender e o que você já aprendeu e que não vai mais gastar tempo para continuar evoluindo esse conhecimento e seguir para o próximo o mais rápido o possível.

Um detalhe importante!

Se você acha que tudo que falamos aqui se aplica somente para o time técnico de TI, é melhor você rever seus conceitos.

Hoje existem gestores também com essa mesma dificuldade de entender se ele é um especialista ou generalista, se você tem um gestor que possa estar com essa dúvida que tal enviar pra ele ou ela esse programa?

E você, que é empresário, gerente ou diretor, o que você tem feito para que seu time de TI se torne os ESPECIALISTAS DE CONTEXTO da sua organização? E você, também está mais preocupado em manter o que você já sabe ou está sempre se atualizando conforme o mercado muda?

E ai!? Tá na nuvem?

1 opinião sobre “Papo Cloud 011 – Sou generalista ou especialista?”

Deixe uma resposta para Carolina Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.