Papo Cloud 018 – Entenda as FRONTEIRAS do seu datacenter

Bem-vindo ao Papo Cloud Podcast. Eu sou Vinicius Perrott e aqui, o Papo é Cloud!

Quanto mais recursos tecnológicos são incorporados ao seu datacenter maior será sua fronteira.

Se você compreende que seu datacenter é um ativo estratégico de negócio e sabe como expandir suas fronteiras, você está no caminho certo.

Mas, se você acredita que esse monte de tecnologia que fica em uma sala com ar-condicionado ligado 24 horas por dia são apenas um monte de equipamentos que não trazem resultados para seus negócios, é melhor você repensar seus conceitos o quanto antes.

Quando falo em expandir as fronteias do seu datacenter, na verdade estou dizendo que seu negócio não tem limite de crescimento, podemos dizer que o crescimento é infinito desde que você saiba para onde quer ir e como explorar cada ferramenta dentro e fora da sua empresa.

Enxergar seu datacenter como uma ferramenta de expansão e alavancagem do seu negócio faz você vislumbrar alternativas de crescimento nunca concebidas em seu mercado de atuação.

Sendo você gestor ou analista entenda as possibilidades de crescimento do negócio tento como base exploratória a Computação em Nuvem, você primeiro deve dar espaço para conhecer novos procedimentos e processos, nem que seja por um breve momento de reflexão.

Permita-se a conhecer e a explorar alternativas para seu negócio, mesmo que seja em um ambiente controlado e com baixo investimento.

Desenvolva planos de testes e experimentação com baixo ou nenhum custo, exemplos de alternativas que eu vejo dar certo para alguns modelos de negócios são:

  • Visite outros empresários e ambiente que já utilizam determinada tecnologia, normalmente você pode encontrar um representante que venda a tecnologia em questão, pergunte se ele tem algum cliente que possa marcar uma visita técnica;
  • Participe de feiras e eventos específicos, alguns eventos podem ser pagos, outros apenas o custo de deslocamento; vai depender muito do tipo de evento que esteja buscando. Particularmente gosto de participar de eventos onde tenho a oportunidade de conhecer outros profissionais e de uma forma rápida ter uma boa noção de como estão sendo adotado a tecnologia e o MAIS IMPORTANTE é entender quais são os resultados obtidos direto e indireto no negócio da empresa.
  • Monte um grupo pequeno na sua empresa com pessoas de habilidades e conhecimento do negócio e de tecnologia, de a eles, e a você também a liberdade para poderem criar pequenos experimentos.

Como uma fonte de inspiração para seu time é ouvir aos podcast aqui do Papo Cloud e como você já sabe, mas não custa lembrar, toda a transcrição desse programa você vai encontrar em papo.cloud/018.

Já sabe da novidade?

Temos O PRIMEIRO assinante em um de nossos planos.

Arthur já está aqui no Papo Cloud ajudando a melhorar mais esse programa e VOCÊ?

Baixe o aplicativo PicPay nas lojas do Android ou iOS e busque por Papo Cloud, você pode contribuir mensalmente a partir de R$3,50.

Veja todos os planos e seus benefícios no aplicativo PicPay procurando por Papo Cloud.

Não deixe de nos enviar seu comentário, estamos no Instagram e Twitter com @papocloud, visite nosso site papo.cloud e assine nossa News, se tiver algum tema ou sugestão mande um e-mail para contato@papo.cloud.

Agora vamos lá, se você acha que tem que visitar apenas empresas do seu segmento de negócio ou que  só serve conhecer CASES de empresas iguais a sua sendo da sua região ou estado, acredite, você não está sabendo JOGAR O JOGO e é melhor você  voltar 10 casas e repensar sua estratégia de mercado, assim você da próxima vez que for rolar os dados não estará se movendo contanto com a sorte dos resultados tirados neles.

Uma coisa é certa, quando maior for suas fronteiras tecnológicas mais possibilidades de descobrir e combinar novos negócios.

Entender quais capacidades de tecnologias estão dentro do seu datacenter será um dos caminhos para direcionar seus investimentos.

Um exemplo para ilustrar as fronteiras e possibilidades.

Imagine você caminhando por uma linha de produção de uma indústria qualquer.

O que você ouve são sons das máquinas se movimentando em um ritmo constante e totalmente sincronizado e no final da esteira de produção sai o produto totalmente acabado e pronto para ser enviado para o cliente.

Você sabendo que o setor de expedição irar separar, embalar e colocar dentro do próximo caminhão para ser entregue ao cliente, você descobre que a diretoria fechou um novo contrato de vendas em mercado futuro e irá aproveitar as sobras de produção para maximizar os resultados das vendas.

Esse movimento ira impactar nos sistemas hospedados em seus  datacenter, será necessário reorganizar as rotinas de backup, aumentar o processamentos dos servidores que rodam os sistemas de controle e operação das máquinas da linha de produção, otimizar o sistema de emissão de notas fiscais e por último, mas não menos importante, garantir que o site da empresa esteja com desempenho suficiente para atender aos clientes, que para configurar parte do produto adquirido é necessário acessar ao site e registrar o equipamento.

Bem… ao menos se você estiver atento a essa movimentação, muito provável que seus sistemas irão se sair muito bem.

Parem as máquinas!!!

Se o meu time de TI que já atua antecipadamente nas demandas de negócios, onde é que fica a parte de criar algo novo, com as fronteiras tecnológicas?

Se você chegou até aqui e gostaria de bater um papo falando sobre o seu segmento de mercado, não deixe de mandar um e-mail para contato@papo.cloud, se preferir estamos no Instagram e Twiter no @papocloud.

Respondendo seu questionamento.

Convido você fazer uma lista das 4 principais funcionalidades que você mais utiliza de seu datacenter, vou ajudar você com 4 exemplos:

  • Cluster de Banco de dados;
  • Autenticação dos usuários;
  • Atualização centralizada de segurança;
  • Disponibilidade e contingência em falhas elétricas.

Agora que você fez a sua lista, tente indicar quanto você investiu nos últimos 12, 24 e 36 meses nessas funcionalidades.

Importante nesse exercício é você conseguir pontuar o máximo dos custos possíveis, como por exemplo: hardware, software, contrato de manutenção e suporte, treinamento, entre outros.

Não confunda fronteira com barreira, parecem semelhantes, mas não tem nada a ver uma coisa com a outra.

E ai!? Tá na nuvem?

———

Apoiador PicPay:

Arthur Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.